Evónimo-europeu  |  fuseira, barrete-de-padre

Euonymus europaeus L.

Família: Celastraceae  ; Publicação: 1753

Distribuição geográfica: particularmente na Europa central, mas também até ao sul da Escandinávia e norte da Península Ibérica, Ásia menor e Cáucaso. Em Portugal ocorre apenas no extremo nordeste, certamente uma das árvores autóctones mais raras no país.

Caducidade: caduca

Altura: até 8m

Longevidade: pode ultrapassar largamente os 100 anos.

Porte: árvore ou arbusto alto de copa arredondada;
Ritidoma: ramos jovens verdes, algo glaucos e quadrangulares; ritidoma adulto cinzento-acastanhado, profundamente fissurado.
Folhas: oposto-cruzadas, de um verde-mate muito escuro na página superior, dentadas, ovado-lanceoladas a lanceoladas, até 10cm de comprimento; estípulas prontamente caducas.
Estrutura reprodutiva: flores hermafroditas agrupadas em cimeiras; sépalas livres; pétalas livres, verde-amareladas; disco nectarífero evidente, verde; frutos tipo cápsula, lobada, de cor avermelhada na maturação; sementes de arilo alaranjado.
Floração: maio-junho
Maturação dos frutos: setembro-novembro

Habitat e ecologia: sebes, florestas e bosques ripícolas. Adapta-se tanto ao solos alcalinos como siliciosos e desenvolve-se tanto na sombra, como em posições solarengas. É muito resistente ao frio, suportando até -25ºC. É fonte de alimento para muitas espécies de insetos.

Usos e costumes: madeira óptima para talha muito usada em fusos (daí o nome vulgar), arcos de violino, etc. O seu carvão era usado no fabrico de pólvora; os seus frutos eram usados fervidos para tingir de louro os cabelos e pulverizados para matar piolhos; a tinta amarela dos arilos era usada para dar cor à manteiga. Muito usada como árvore ornamental, da qual existem muitas variedades.

Informações adicionais: em Portugal é muito cultivado em jardim o E. Japonicus L. f.

Modos de propagação: Por semente: Semear assim que os frutos estiverem maduros. Se armazenar as sementes pode fazer estratificação à temperatura ambiente durante 2 a 3 meses, seguida de estratificação a frio durante 2 a 4 meses. Quando as plantas tiverem o tamanho suficiente para manejar, envase-as individualmente e proteja-as no interior pelo menos durante o primeiro inverno. Plante-as no exterior na primavera. Por estaca: estacas semi-lenhificadas de 5-8cm  com nós um numa inserção do ramo em julho/agosto. Estacas lenhificadas em novembro. Por alporquia em julho/agosto demorando cerca de 14 meses.

Designação em inglês / espanhol: Spindle Tree / Bonetero

Estado de conservação:  NE | DD | LC | NT | VU | EN | CR | EW | EX

* NE (Não avaliada), DD (Informação insuficiente), LC (Não preocupante), NT (Quase ameaçada),VU (Vulnerável), EN (Em perigo), CR (Em perigo crítico), EW (Extinta na natureza), EX (Extinta)

Tendência populacional: decrescente | estável | crescente | desconhecida

Nota: Segundo a Lista Vermelha da IUCN. Estado de conservação a nível global. O seu estado e tendência em Portugal pode diferir.

PERIGO: A planta é venenosa. Sem mais detalhes.

evonimodesenho.jpg

Rúben Boas

evonimofr.jpg

Tobias Müller

evonimofl.jpg

golden road

evonimofr2.jpg

Slava pogr

evonimotr.jpg
evonimomapa.jpg

zona mais adequada à plantação