Dicionário

actinomórfica – com simetria radiada, isto é, com vários planos de simetria. O mesmo que multilateral, radiado ou polissimétrico.
alporquia – tipo de multiplicação vegetativa que consiste em fazer um corte parcial num ramo e envolver a região cortada com terra húmida, que é mantida no local por um pedaço de tecido ou plastico amarrado no ramo. O corte e o contato com a terra húmida induzem o enraizamento, enquanto o ramo continua a receber nutrientes minerais da planta-mãe através da parte intacta do caule.
acicular – em forma de agulha
amplexicaule – órgãos cuja base envolve parcialmente o eixo, e.g., folhas sésseis e amplexiculares, estípulas ou das brácteas amplexicaules.
apófise – protuberância piramidal e endurecida (e.g. as apófises das escamas dos estróbilos de certas Coniferae
áptero – sem asa(s)
aquénio – fruto seco, indeiscente e monospérmico (só uma semente)
bráctea – folha +/- modificada (distinta das normais pelas dimensões, forma, consistência ou cor), de cuja axila sai um ramo, uma folha ou uma flor, ou situada próximo da flor ou da inflorescência
ciliado – provido de cílios
cílio (vegetal) – pêlos finos, geralmente inseridos na margem de órgãos laminares e paralelos uns aos outros ou pouco divergentes.
cordiforme – em forma de coração estilizado, isto é, de contorno geral ovado-triangular, com dois lobos arredondados e subiguais na base, separados por um sinus +/- fundo e estreito.
dióica – planta com flores unissexuadas, as masculinas e as femininas ocorrendo em indivíduos diferentes
distal – afastado do ponto de inserção
escarificação – modo artificial de preparar sementes com o invólucro duro para a germinação. O revestimento duro de algumas sementes tem a funçãode protegê-las, contudo inibe a germinação, pois não deixa passar água nem ar. Existem várias formas de o fazer: mergulhando as sementes numa solução de ácido sulfúrico (pode ser perigoso), mergulhando em água quente ou a ferver, ou mecanicamente.
escarioso – membranáceo mas seco, um tento firme e translúcido, geralmente corado mas não verde.
estípula – apêndice em regra laminar que se encontra ou na base do limbo da folha séssil ou na base do pecíolo, geralmente dois, um de cada lado.
estratificação - é um tipo de quebra de dormência aplicado a sementes de várias espécies de plantas. Ela pode ser natural ou artificial. Esta última visa simular com temperaturas na faixa de 1 a 4°C (refrigeradores) e pelo tempo certo o que ocorre na natureza. O processo é simples, só exigirá um pouco de paciência e tempo. Os métodos variam muito, porém os mais importantes são: humidade certa + temperatura certa + tempo. Você pode usar qualquer recipiente para estratificar as sementes: vaso, saquinho plástico, devidamente limpos, e que possam ser fechados. Pode usar também um substrato: turfa, areia, previamente humedecidos, de forma que não esteja encharcado nem seco demais. Misture as sementes no substrato, ponha no recipiente, feche-o e ponha no frigorífico. O sinal de que estratificação está completa é quando um número razoável de sementes começa a eclodir no frigorífico. Não deixe as sementes húmidas demais. Na dúvida, é melhor tender ao seco do que ao encharcado.
filocládio – ramo curto e laminar, de crescimento limitado, provido de clorofila e que desempenha a função de folha. O mesmo que cladódio.
glabro – desprovido de pêlos
glauco – de cor verde-mar; esverdeada
indeiscente – que não se abre naturalmente
inflorescência – maneira como as flores estão agrupadas numa planta. Geralmente as flores inserem-se em ramos (eixos ou ráquis das inflorescências) ou na parte terminal achatada (receptáculo) de ramos (pedúnculos), mas podem dispor-se ao longo do caule principal.
limbo – parte laminar de uma folha. Uma folha completa tem bainha (parte basilar), pecíolo (pedículo) e limbo (parte terminal, geralmente laminar.
lobo – porção de limbo, larga e em regra arredondada, compreendida entre incisuras que não alcanção o meio do limbo (ou do semilimbo se se trava de folha perinérvea).
lóbulo – pequeno lobo.
lóculo – cavidade ou compartimento de alguns órgãos vegetais (ovários, cápsulas e anteras)
mergulhia – tipo de multiplicação vegetativa que consiste em dobrar um ramo da planta-mãe até enterrá-lo no solo. A parte enterrada irá ganhar raízes e quando está enraizada pode separar-se da planta-mãe, obtendo-se, assim, uma planta independente. Especificando a mergulhia consiste em fazer um corte parcial em um ramo,dobra-lo,prendê-lo ao solo com um grampo de metal e cobri-lo de terra. O contacto da região do corte com o solo estimula o enraizamento e,quando este já é suficiente para manter a nova planta,o ramo é cortado da planta-mãe.Uma variação desse metodo é a alporquia.
mesófito – planta que vive em condições climáticas médias para determinado lugar ou região
mucrão – ponta curta, aguda e rígida, ocupando posição terminal ou sub-terminal
mucronado – que tem mucrão
orbicular – com o contorno de um círculo ou quase
palmado – dividido em partes divergentes de um ponto assemelhando-se, no aspecto geral, à mão com os dedos abertos.
pistilo – conjunto do ovário e estigma, podendo este estar ou não suportado por um estilete. O pistilo pode ser constituído por um ou mais carpelos.
racemiforme – semelhante a cacho
reniforme – com contorno de ou forma aproximada de rim.
retrorso – com a ponta voltada para a base do órgão
sagitado – em forma de ferro de seta, isto é, em forma de trinângulo agudo e prolongando-se na base em duas aurículas ou lóbulos agudos, dirigidos para baixo e um pouco para dentro
sâmara – fruto seco, indeiscente e monospérmico com o pericarpo prolongado em asa membranosa. É um aquénio alado.
sépala – cada uma das peças, geralmente verdes, que formam o cálice, quer completamente livres, quer +/- concrescentes
séssil – que se insere pela base e directamente, sem ser por intermédio de qualquer pedículo ou suporte
simpétalo – corola com as pétalas +/- ligadas entre si. O mesmo que gamopétalo
tépalas – cada uma das folhas florais que compões o perianto não diferenciado em cálice e corola
tomentoso – indumentado de pêlos moles geralmente lanosos, formando enfeltrado +/- denso, mas não muito compacto
umbela – inflorescência indefinida, na qual o extremo do eixo (pedúnculo) se dilata +/- num receptáculo, do qual partem, como varetas de um guarda-sol, maior ou menor número de pedicelos ou pedúnculos secundários, os raios, aproximadamenrte do mesmo comprimento, que, ou suportam directamente as flores – umbela simples – ou suportam umbelas secundárias – umbela composta.
urceolado – oco e em forma de odre ou gomil baixo, isto é, subgloboso ou ovóide, subitamente contraído na boca. Aplica-se a cálices sinsépalos e a corolas simpétalas regulares, como tubo dessa forma, e o limbo relativamente muito pouco desenvolvido e erecto ou quase.
verticilado – que se dispõe em verticilo
verticilo – nó onde se insere um conjunto de órgãos idênticos, e.g., folhas ou sépalas ou pétalas