Alecrim  |  rosmaninho

Rosmarinus officinalis L.

Família: Lamiaceae  ; Publicação: 1753

Distribuição geográfica: região mediterrânica. Em Portugal ocorre mais no sul, centro e interior do vale do Douro.

Caducidade: persistente

Altura: até 2m

Porte: arbusto aromático de ramos abundantes
Ritidoma: ramos castanhos, erectos, pubescentes nos troços jovens.
Folhas: coriáceas, persistentes, sésseis, lineares, levantadas, verdes e pontuado-rugosas na página superior, branco-tomentosas na página inferior, com a margem revoluta.
Estrutura reprodutiva: flores agrupadas em cimeiras axilares racimiformes, com bractéolas pequenas ovado-lanseoladas, tomentosas, caducas; cálice tomentoso-pubescente, verde ou purpurescente; corola com 10-12 mm, azulada, raras vezes rosada ou branca.
Floração: quase todo o ano mas essencialmente entre janeiro e maio
Maturação dos frutos: na sequência da floração

Habitat / ecologia: matos termófilos, terrenos inclutos e ao longo de cursos de água. Ocorre dos 0 aos 1500m. Suporta temperaturas até aos -15°C. A planta dá-se em solos não muito ricos, bem drenados, sobrevivendo em solos muito alcalinos. Tolera a seca, a exposição marítima, precisando de bastante luz. Tolera bem a poda e regenera a partir de ramos velhos. Boa planta para as abelhas, atraindo vida selvagem.

Usos e costumes: muito usado como ornamental em jardins mediterrânicos. Além disso as suas folhas prestam-se a usos em perfumaria e em culinária (sobretudo para condimentar estufados). As flores são altamente melíferas.

Modos de propagação: Por semente: semear na primavera. A germinação pode ser lenta. Quando as plantas tiverem o tamanho suficiente para manejar, mude-as para vasos individuais e, se for necessário, proteja-as do frio no primeiro inverno. Plante-as nos locais definitivos na primavera. Por estaca: estacas semi-lenhificadas de 10-20cm com um nó, em junho / julho (bastante fácil, enraizam normalmente dentro de 3 semanas). Também com ramos verdes, no início da primavera, plantando-os depois no início do verão. Ainda por mergulhia, no verão.

Designação em inglês / espanhol: Rosemary / Romero

Estado de conservação:  NE | DD | LC | NT | VU | EN | CR | EW | EX

* NE (Não avaliada), DD (Informação insuficiente), LC (Não preocupante), NT (Quase ameaçada), VU (Vulnerável), EN (Em perigo), CR (Em perigo crítico), EW (Extinta na natureza), EX (Extinta)

Tendência populacional: decrescente | estável | crescente | desconhecida

Nota: Segundo a Lista Vermelha da IUCN. Estado de conservação a nível global. O seu estado e tendência em Portugal pode diferir.

alecrimdesenho.jpg

Rúben Boas

alecrimfl.jpg

Rúben Boas

alecrimtr.jpg

Rúben Boas

alecrimmapa.jpg

zona mais adequada à plantação