Erva-da-fortuna

Trandescantia fluminensis Velloso

Família: Commelinaceae

Distribuição geográfica original: parte tropical da América do Sul. Do sudeste do Brasil à Argentina.

Distribuição em Portugal: sobretudo no norte e centro litorais.

Características morfológicas: erva rastejante perene, de nós salientes e cor verde-escura. Folhas ovadas a ovado-oblongas e flores brancas a lilacíneas.

Ambientes invadidos: sítios sombriose húmidos, sendo muito comum no subcoberto de matas e bosques naturais, zonas ripícolas, áreas perturbadas e urbanas.

Modos de erradicação:  Fisicamente: pequenas áreas podem ser controladas arrancando manualmente, ou enrolando os "tapetes". Em zonas quentes pode usar-se solarização, matendo o plástico de 2 a 6 semanas. É importante ter em conta que cada fragmento que tenha nós pode originar novas plantas facilmente. Quimicamente: o triclopir é um dos princípios ativos usados. Pode ser necessária mais que uma aplicação. Tendo em conta os possíveis efeitos adversos no ambiente e nas outras espécies, a sua aplicação deve ser sempre muito bem ponderada, sendo desaconselhada em áreas naturais.

Mais informação em http://www1.ci.uc.pt/invasoras/

ervadafortuna.jpg

Rúben Boas

ervadafortunamapa.jpg

zona onde a espécie está registada