madressilva-das-boticas desenhoRVBmadressilva-das-boticas floresRVBmadressilva-das-boticas folhasRVBmadressilva-das-boticas mapazona mais adequada à plantação

 

 

 

 

 

Madressilva-das-boticas
Lonicera periclymenum L.

Família: Caprifoliacea
Publicação:1753
Sinónimos: L. periclymenum L. For. hirsuta (Rouy) P. Cout.

Distribuição geográfica: desde o sul da Escandinávia até ao sul da Europa e oeste da região mediterrânica. Em Portugal encontra-se praticamente em todo o país.

Caducidade: caduca

Altura: raramente ultrapassa os 5 m

Porte: arbusto ou liana
Ritidoma: cinzento acastanhado, algo estriado
Folhas: simples, oposto-cruzadas, elípticas a oblongas, ligeiramente glaucas na face ventral e delgadas.
Estrutura reprodutiva: flores hermafroditas e pentâmeras reunidas em glomérulos terminais com pedúnculos maiores que a metade do comprimento das folhas distais (imediatas à inflorescência); folhas dos nós distais não adunadas; cálice reduzido; corola branco-amarelada, +/- tinta de vermelho, bilabiada com um tubo longo; 5 estames exsertos; ovário ínfero com um estilete longo e estigma globoso; fruto baga avermelhada.
Floração: maio a julho
Maturação dos frutos: setembro a novembro

Habitat e ecologia: bosques caducifólios ou perenifólios (sobretudo sobreirais) e sebes. A planta dá-se bem tanto em solos alcalinos como em solos ácidos, assim como prospera tanto em locais sombrios como expostos. Requer humidade no solo e tolera temperaturas até -20°C. É uma boa planta para borboletas diurnas, nomeadamente para a rara Limenitis camila, e nocturnas. Oferece um bom local para as aves nidificarem.

Usos e costumes: tem interesse ornamental e medicinal (as suas bagas são usadas em infusão contra a asma, ou maceradas em aguardente num unguento para dores musculares). Atrai grande número de borboletas e mariposas.

Modos de propagação: Por semente: semear nos locais desejados assim que estiverem maduras. Se armazenar as sementes, deve estratificá-las a frio por 2 meses. Assim que as plantas tiverem o tamanho suficiente para manejar, pode plantá-las no exterior, ou se preferir, em vasos, protegendo-as durante o primeiro inverno. Mude-as na primavera. Por estaca: estacas semi-lenhificadas com cerca de 10cm, no verão. Também através de estacas lenhificadas do crescimento desse ano, com cerca de 20cm em novembro. Ambos os métodos apresentam boas percentagens de sucesso. Por mergulhia, no outono.

Informações adicionais: existem duas subespécies em Portugal; a subsp. periclymenum distingue-se da subsp. hispanica (Boiss. & Reuter) Nyman por ter folhas superiores agudas, sésseis (sem pecíolo), com poucos pêlos e nunca glaucas na página inferior.

Designação inglesa / espanhola: Common honeysuckle / Madreselva de los bosques

PERIGO: Venenosa se consumida em grandes doses. Normalmente tem apenas leves consequências.